Voz: esse item em extinção

Imagem recortada do poster de Silent Hill

Uma coisa todos já devem ter notado: a geração atual se usa cada vez menos da voz para se comunicar.

Não que a comunicação esteja diminuindo, apesar da profundidade de estar, pelo contrário, nunca se comunicou tanto por aí. Mas agora existem diversos meios para se falar, tanto para um pessoa em particular, quanto para diversas ao mesmo tempo.

Por que se fazer uma ligar para alguém se eu posso mandar sms (ou outros mais avançados, como DM, WhatsApp, iMessage etc), porque ir até a pessoa se eu posso simplesmente conversar com ela por qualquer sistema de batepapo (msn, facebook, gtalk etc), até mesmo quando se está pessoalmente com as pessoas, as pessoas continuam a se comunicar com outras que não estão no ambiente, e muitas vezes até com as pessoas que estão a sua frente, por meio de eletrônicos.

Esse tipo de comunicação facilita muito a vida, devo dizer, eu pessoalmente não gosto de receber telefonemas, são intrusivos, não dá pra saber sobre que é o assunto antes de atender e você precisa dedicar total atenção aquele telefonema, muitas vezes desnecessário. Claro que a coisa muda quando quem está ligando é alguém a qual você quer receber um telefonema.

Eu disse que não gosto de telefonemas, mas uma coisa que adoro é ouvir vozes de pessoas que gosto. A voz faz parte da personalidade da pessoa, e apenas de ouví-la, mesmo que de longe, você se sente mais perto dela. Ouvir a voz de alguém rompe aquele bloco de gelo que é apenas a comunicação escrita, sem personalidade.

Creio que o futuro se dará com a evolução de sistemas de comunicação telepáticos. A pessoa falará com outras diretamente do pensamento, sem precisar usar seu conjunto de pregas vocais. O que levará realmente a ser um órgão em extinção na espécie humana.

Esse tipo de comunicação, imagino eu, também será padronizada, não consigo imaginar como seria uma transmissão de pensamentos. Não seria como um envio de uma imagem, nem uma voz eletrônica, seria um novo tipo de sensação, outro meio totalmente diferente. Só o futuro dirá.

Todavia, creio fortemente que nada disso poderá superar uma entonação vocal, um sotaque (adoro sotaques!), um olhar, um levantar de sobrancelhas, uma risada deliciosa, entre outros… Se você é uma das pessoas de quem gosto, liga pra mim! ;)